HOMENAGENS ESPIRITUAIS

AVISO IMPORTANTE:

A ORDEM ESPIRITUAL CABOCLO COBRA CORAL, NÃO TEM FILIAIS, NEM FILHO DE SANTO

RECONHECIDO PELO BABALORIXÁ CÉLIO SILVA, COM CASA ABERTA.

APENAS AS DOAÇÕES E LISTAS REALIZADAS INTERNAMENTE (DENTRO DA ORDEM) SÃO AUTORIZADAS PELO BABÁ CÉLIO SILVA.


  A entrega das senhas para as giras públicas será entre 17 e 19 horas. Trazer 1 Kg de alimento não perecível.

Clique aqui e veja nosso calendário


Vídeos gravados na Ordem Espiritual Caboclo Cobra Coral:

Homenagem a Oxoce e ao Caboclo Pena Azul: https://www.youtube.com/watch?v=TvKnX4_542Y

Homenagem ao sr. Zé Pilintra: https://www.youtube.com/watch?v=9KQj50zTEi8


     Na Umbanda, as Homenagens Espirituais para as Entidades, são realizadas conforme a vibração e determinação do Guia Chefe do Terreiro. O Babalorixá Célio Silva, reverencia a todos os Guias e todas as Entidades da Umbanda. Cada Entidade tem sua data e maneira de ser homenageada, porém o Orixá Ogum e o Caboclo Cobra Coral, recebem homenagens especiais por serem os Guias Chefes da Ordem. As homenagens são realizadas conforme o calendário, determinado pelo Guia Chefe do Terreiro.

Todos são bem-vindos!

 

Calendário anual de homenagens


Janeiro - Oxoce e Caboclo Pena Azul

Fevereiro - Cura (Exu Tranca Ruas das Almas)

Abril - Ogum

Maio - Pretos Velhos e Ciganos

Junho - Malandro Zé Pilintra e Iansã

Julho - Nanã Buruquê e Caboclo Rompe Ferro

Agosto - Iemanjá, Oxum e Omulú

Setembro - Ibeijada

Outubro - Caboclo Cobra Coral e Xangô

Novembro - Pombagiras



-*-*-
No dia 9 de junho o senhor Zé Pilintra recebeu sua justa homenagem. Ele aproveitou bem essa ocasião para beber, dançar e cantar, trazendo sua irreverência para o Terreiro. Salve a malandragem!!!

Fotos: Glauco Paz

-*-*-
O dia 19 de maio trouxe todo o encantamento do povo cigano com suas comidas, bebidas e muita alegria. O cigano Sete Marés se fez presente, representando todo o povo cigano. A Ordem recebeu cerca de 300 pessoas para essa homenagem. Optcha!!!


 

Fotos: Glauco Paz


-*-*-

O dia 12 de maio foi marcado com a presença de Pai Miguel das Almas. Ele representou todos os Pretos e Pretas Velhas, que com sua paciência, sabedoria e reza forte, trazem para nossa Ubanda querida muito axé e paz! 

Salve as santas almas benditas!!! Abenção Vovô, abenção Vovó!!!


Fotos: Bruno Christo


-*-*-

Dia 23 de abril de 2018, data em que a Ordem completou 14 anos. Nesse dia seu Ogum Beira-mar, general da Umbanda, se fez presente para cerca de 250 pessoas que vieram lhe homenagear e pedir proteção para os embates da vida. Patacorê Ogum!!!

Fotos: Glauco Paz

-*-*-

Dia 10 de março, o Vovô Rei Congo da Bahia trouxe seu axé benzendo todos que estiveram na Ordem. As comidas típicas e a sabedoria do vovô fizeram com que os presentes se sentissem na Bahia, pólo central de todas as religiões Afro-brasileiras.

Abenção Vovô!!!

Fotos: Glauco Paz


-*-*-


O senhor Tranca Ruas das Almas na Ritualística de Cura. É a proteção e benção através das cinzas!!!

"Deu um clarão na encruzilhada e do clarão surgiu uma gargalhada. Não era o sol, não era a lua, o que brilhava era o mestre Tranca Ruas!"

Alaroê Exu!!!

Fotos: Glauco Paz


-*-*-


O Rito de "Bater a Cabeça" acontece sempre, na primeira gira do ano, simbolizando a benção e o respeito para com o Cacique chefe da Ordem, o Caboclo Cobra Coral.
"Que ele esteja sempre em nossos caminhos e que nossos caminhos sejam sempre o dele!"
Okê Caboclo!!!

Fotos: Glauco Paz

-*-*-

Homenagem a Oxoce e ao Caboclo Pena Azul.
O Babalorixá Célio Silva (Caboclo Pena Azul), o primeiro Caboclo que ele incorporou na sua juventude e que foi responsável pela preparação do jovem médium (na ocasião) para que recebece o Caboclo Cobra Coral.
Okê Oxoce!!!

 
Fotos: Glauco Paz
-*-*-

 

 

Mensagem do Caboclo Pena Azul: Achar menos e ouvir mais.

Médium: Elizabeth Caetano Drummond

Muito quer ser dito, pouco se quer ouvir.
Muito quer ser ensinado, poucos querem aprender.
Muito quer ser mostrado, pouco quer ser visto.
Muito quer ser dado, poucos querem receber.
Muitos falam, muitos apontam e muitos criticam, mas são poucos que conseguem enxergar onde estão seus erros, não adianta pedir ajuda conhecimento e perdão.
Muitas vezes escutamos os pedidos de socorro, porém nem sempre podemos socorrer.
Nem sempre sabemos o momento exato de lhes aconselhar, pois para que saibamos é preciso que o corpo esteja em sintonia e harmonia com a alma, com o pensamento e com o coração.
Então é nesse momento que nossa presença é ignorada e muitas vezes julgada.
A culpa é de quem? Será que nós não os amamos? Será que nós não os escutamos? Será que nós não queremos os ajudar?
Não, não é isso, apenas nos calamos com as nossas tristezas, tristezas essas de ver um filho amado se perder no orgulho, na arrogância, na vaidade, no esquecimento de seus deveres espirituais, deveres esses que não foi imposto por nós, não pedimos nada além de vocês estarem com o corpo e mentes livres para executar o que na Terra vocês escolheram que é servir a uma casa de caridade e permitir que nós façamos a caridade.
Para nós não adianta tomar banhos, fazer preceitos longos, acender velas, fazer orações se a alma e a mente não estiverem limpas e felizes.
Sabem como se limpa a alma e a mente?
Expurgando de vocês os pré-julgamentos, a vaidade, as incertezas do que se é visto. Nem sempre tudo que se vê é o certo.
Ser humilde não é andar de cabeça baixa e falar baixinho, ser humilde é reconhecer que errou e pedir perdão, é parar de falar de algo que vocês ACHAM que estão certos, quando o próximo tem a CERTEZA.
Vamos achar menos e ouvir mais, para que no decorrer de suas encarnações vocês tenham mais certezas.
Somos as armas e junto a vocês formaremos um exército para enfrentar qualquer batalha.
Caboclo Pena Azul, um Caboclo que ainda tem muito que escutar para aprender.

Recebida pela médium Elizabeth Caetano Drummond